5 sinais de que você pode ter deficiência de vitamina B12

A vitamina B12 é fundamental para o funcionamento de nosso organismo, já que desempenha um importante papel no sistema nervoso central, mantendo a cognição e prevenindo a degeneração das células. A questão é que não produzimos essa vitamina e ela deve ser obrigatoriamente ingerida. Suas principais fontes são as carnes e os produtos de origem animal, como leite e ovos, assim como suplementos.

Quando falta B12 em nosso corpo, surgem alguns sintomas que podem ser facilmente confundidos com outras questões, como insônia ou estresse. No entanto, pode ser apenas deficiência da vitamina. Na lista abaixo, Telma Sigolo Roberto, nutróloga do Hospital Assunção e Dr. Celso Cukier, nutrólogo do Hospital São Luiz Morumbi, em SP, listam esses sinais.

5 sinais da deficiência de B12 no corpo

Fadiga
Um dos primeiros sintomas de deficiência de vitamina B12 é o cansaço anormal. Tudo porque, quando o suprimento de B12 está baixo, você acaba não sendo capaz de produzir os glóbulos vermelhos necessários para fornecer oxigênio para todo o corpo. O resultado é a anemia, o que pode fazer com que você se sinta excepcionalmente fraco.
O problema é que o cansaço é um sintoma tão vago e geral que poderia ser facilmente atribuído a outras causas, como estresse e falta de sono. Mas se a fadiga só estiver piorando e você não conseguir identificar uma causa óbvia, visite o seu médico. É provável que ele peça uma contagem de glóbulos vermelhos para checar a anemia, além de verificar os níveis de B12 e de outros nutrientes.

Formigamento nas mãos e pés
Existe um longo trato nervoso correndo de nosso cérebro e ao longo da medula espinhal até mãos e pés. Conhecido como trato posterior, ele é revestido por uma substância branca chamada de mielina, que tem o papel de isolar e proteger os nervos, além de acelerar os impulsos nervosos, possibilitando que suas mãos e pés sintam o toque, por exemplo.
O que você precisa saber é que o cérebro necessita de B12 para produzir mielina. Então, ao ter pouco dessa vitamina essencial, a mielina se destrói e os impulsos nervosos não podem viajar tão rápido. O resultado? Sensações de formigamentos em suas mãos e pés.

Pouco equilíbrio
Assim como uma quebra de mielina em seu trato posterior pode fazer com que você perca seu senso de toque, também pode afetar sua propriocepção, termo utilizado para nomear a capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição e orientação, tudo sem utilizar a visão. Sem ela, a tendência é cairmos no chão.
Ao menos que esteja usando sapatos de salto alto,e não tenha o hábito, cair ou quase não é normal. Contudo, se isso estiver acontecendo com algum frequência, procure o médico. Ele provavelmente vai sugerir um exame de sangue.

Confusão
Essa substância branca protetora, conhecida como mielina, cobre as células nervosas em seu cérebro, o que pode deixar você se sentindo mais esquisito do que o habitual caso se deteriorem. Óbvio que esquecer um número de telefone, ou o nome do colega de trabalho vez ou outra não parece ser algo grave, mas se achar que está acontecendo cada vez mais, procure ajuda.
Se não fizer isso, seus sintomas de deficiência de vitamina B12 podem imitar os da demência em apenas um ano. Mas, calma: a falta desse componente não necessariamente levam ao desenvolvimento de doenças como Alzheimer e Esclerose Múltipla. Basta suplementar para tudo voltar ao normal, se o problema for esse.

Depressão
Sentindo-se mais triste do que o normal últimamente? Se não houver motivos óbvios –como alguma briga, menos horas de sono por dia ou um drama familiar–, o baixo nível de B12 podem ser o culpado.
Isso acontece porque ela desempenha um papel fundamental na função cerebral e na produção de mielina. Em algumas pessoas, uma quebra na produção de mielina se apresenta como depressão. Basicamente, procure ajuda médica para tratar esses sintomas.

Onde encontrar B12?
Alimentos e suplementos. Suas principais fontes são as carnes e os produtos de origem animal, como leite e ovos, além de itens fortificados. Vegetarianos devem fazer exames de sangue com frequência, pois a deficiência de B12 pode levar ao desenvolvimento de anemia perniciosa (as células vermelhas ficam com tamanho maior) e alterações neurológicas.

Um grupo que também deve ser sempre avaliado é o dos idosos. Isso porque a tendência é reduzimos a produção de substâncias pelas células parietais do estômago. Entre essas encontra-se a substância responsável por auxiliar a absorção da vitamina B12, permitindo que esse grupo possa desenvolver quadros de deficiência.

Se necessário, a reposição oral ou intramuscular são indicadas. Nos casos mais graves, em associação com ácido fólico (vitamina B9) que facilita a entrada da B12 nas células e outras vitaminas do complexo B quando necessário. O tratamento deverá ser mantido até remissão total dos sintomas e normalização dos níves sanguíneos de vitamina B12 e ácido fólico.

Por Vivian Ortiz

Publicado em Site Viva Bem, do UOL

Clique aqui para ver a reportagem.